Quinta-feira, 27 de Março de 2008

Manjares do Arcebispo de Cantuária - receitas que até os homens sabem fazer


Autor: João Moreira de Sá (a.k.a. Arcebispo de Cantuária)

Prefácio: Nuno Markl

Nº págs: 120

Formato: 190 x 230 mm

Género: Humor / Culinária

PVP: 13,65 € (13€ + IVA)


 

“Neste livro encontrará material suficiente para conquistar a mulher dos seus sonhos, reconquistar a mulher dos seus pesadelos, e consagrar-se como herói da vizinhança. Não são todos os livros que podem orgulhar-se de feitos deste calibre: Saramago ou Lobo Antunes, por exemplo, não o conseguiram; Paulo Coelho conseguiu-o parcialmente (segundo estudos recentes, segurar um livro deste autor num passeio no parque assegura o interesse de algumas mulheres). Este livro vai consegui-lo inteiramente. As receitas aqui contidas são tão boas que o caro leitor poderia, simplesmente, arrancar as páginas do livro e comê-las, à confiança. Mas contenha-se. Use os ingredientes que o Arcebispo dita e prepare-se para descobrir o cozinheiro-humorista-punk que – e isto é um facto científico – todos temos dentro de nós…

Nuno Markl


Desengane-se aquele que pensar que se trata apenas de mais um livro de receitas: a editora Via Occidentalis coloca nas livrarias, a 24 de Março, “Manjares do Arcebispo de Cantuária”, de João Moreira de Sá (aka Arcebispo de Cantuária) – nada mais, nada menos que o supremo livro de culinária, nem que seja pelo simples facto de conter apenas o número suportável de pratos capazes de ser feitos a partir de um livro por um ser humano normal, ao longo de toda a sua vida, com o bónus de ser prefaciado por Nuno Markl. O humorista vai aliás juntar-se ao autor e aos editores numa incrível homilia culinária na FNAC Colombo, a 26 de Março, às 18h30.

 
Uma celebração de lançamento ideal para descobrir por que esta Mona Lisa da literatura gastro-humorística se subjuga ao mote tão pós-moderno “a boa cozinha em latas, frascos e pacotes”, adequando-se de forma perfeita à vida atribulada de homens e mulheres do séc. XXI: uma maneira prática de encantar, entreter e divertir os seus esfomeados convidados para o jantar enquanto lhes explica que só agora é que vai pôr o tacho ao lume e que vai precisar da sua ajuda para descascar uma cebola, ou fazer uma bavaroise de amoras – sem que ninguém se importe muito com isso.

 

Descrito por Markl como “uma Felipa Vacondeus dos Infernos”, João Moreira de Sá cumpre assim o seu sonho de lançar um livro, depois de ter plantado um limoeiro que se recusa a dar limões e de ostentar “dois lindos rebentos” (nas palavras do pai). Exímio nas letras como na cozinha, conhecido pelos seus trocadilhos mortíferos e jogos de palavras rebuscados, o arcebispo de Cantuária propõe agora ao leitor uma viagem inesquecível pelo mundo do humor gastronómico, ou da gastronomia humorística. Como preferir.

Clique aqui para comprar online

publicado por jps às 11:17
link do post | comentar | favorito
|

A Concordata e o Acordo Missionário de Salazar


Autor: José Carvalho

Nº págs: 200 + caderno de fotos

Formato: 150 x 230 mm

Género: Ensaio

PVP: 13,65 € (13€ + IVA)


Passados 40 anos, será o Salazarismo ainda um tabu? Num contexto de grande vazio académico sobre a temática, a Via Occidentalis lança em Março duas abordagens diferentes a temas menos tratados da vida e obra de António Oliveira Salazar, da autoria do jovem e premiado investigador José Carvalho: “A Formação de Salazar e o seu tempo”, dedicada à infância do ditador e ao período pós revolucionário republicano, e “A Concordata e o Acordo Missionário de Salazar”, onde trata a influência do político no acordo de 1940 com a Santa Sé. Duas reflexões sobre a importância da religião e da Fé para o homem que governou os destinos do país até ao 25 de Abril, e que pretendem ser um contributo para o pensamento da história contemporânea do nosso país.

 

Se é certo que exista uma grande polémica no que diz respeito à temática das relações Estado/Igreja no período do regime de Salazar, torna-se ao mesmo tempo estranho que existam tão poucos estudos sobre a experiência salazarista no campo político-religioso, e ainda menos aqueles que têm algum mérito e interesse.


A prova disso é que, até à publicação, pela Via Occidentalis, do trabalho pioneiro de José Carvalho – “A Concordata e o Acordo Missionário de Salazar” – não existia, sequer, um único estudo disponível sobre a famosa Concordata de 1940, que pôs fim à tensão entre a Santa Sé e os dirigentes da I República, devido a uma série de medidas anti clericais adoptadas em 1911 – como sejam, por exemplo, a Lei de Separação do Estado da Igreja, a proibição do culto público e a nacionalização dos bens eclesiásticos.    

 

É, justamente, a esse vazio académico que José Carvalho vem responder, ao lançar algumas luzes sobre muitos aspectos desconhecidos da questão da Concordata de 1940, assim como várias reflexões relativas à actividade Jesuíta daquele período – baseando-se, para tal, nas páginas da revista Brotéria, nos anos vitais de formação de ideias e do surgimento do Estado Novo. Em grande destaque ainda, surge a publicação do texto oficial da Concordata de 1940 e do Acordo Missionário, que já há muito tempo deixara de fazer parte dos circuitos de impressão… feitas as contas, motivos mais que suficientes para fazer de “A Concordata e o Acordo Missionário de Salazar” um importante contributo para o estudo da História Contemporânea portuguesa.

Clique aqui para comprar online
publicado por jps às 11:09
link do post | comentar | favorito
|

A Formação de Salazar e o seu tempo


Autor: José Carvalho

Nº págs: 172 + caderno de fotos

Formato: 150 x 230 mm

Género: Ensaio
PVP: 13,65 € (13€ + IVA)


António de Oliveira Salazar foi um dos estadistas portugueses que mais profundamente marcaram a história do nosso país. Mas o que sabemos, realmente, sobre a figura de Salazar? É essa a interrogação de “A Formação de Salazar e o seu tempo”, uma obra do jovem e premiado investigador José Carvalho, que parte da infância de Salazar como pretexto para uma análise aprofundada da época e do contexto social que, em última análise, “forjaram” o ditador português.

 

Por muitos discutido, por muitos desconhecido: Salazar foi, durante toda a sua vida e mesmo depois da sua morte, objecto de juízos díspares de admiração, de ataques apaixonados, de ódio e de desprezo. Longe das considerações políticas acerca do regime salazarista, o que sabemos, afinal, de Salazar, o jovem académico e católico que viria a crescer para se tornar num dos políticos que mais marcaram a história de Portugal?

 

Partindo da máxima que defende que a infância de um homem é extremamente importante para compreender o seu comportamento em adulto, é justamente no período que antecede a chegada de Salazar ao poder que se foca José Carvalho em “A formação de Salazar e o seu tempo”, uma obra que procura acima de tudo interpretar, através da figura de Salazar, a História de quase todo o séc. XX, sem deixar de fazer uma leitura crítica da sua juventude e formação.

 

Do formador e principal ideólogo do CCP (Centro Católico Português), onde se o ex-seminarista inteligente e estudioso começa a fundir-se com o militante político, até à sua ascensão a ministro das finanças e posterior Presidente do Conselho, são os primeiros anos da vida de Salazar que perfazem a tónica desta publicação da Via Occidentalis, tendo como cenário o período da revolução republicana, de lutas constantes, de avanços, recuos, vitórias e derrotas de um regime que procura consolidar-se em Portugal, e que assistiu à formação de Salazar e à forma como despontou para a vida pública, católica e política nacional.
Clique aqui para comprar online
publicado por jps às 10:39
link do post | comentar | favorito
|

pesquisar

 
Contacto

Links

tags

todas as tags

posts recentes

diciOrdinário ilusTarado

O Santo Condestável D. Nu...

As mortes que mataram a m...

convite, 13 de Abril

Aqui D’El-Rei

A Bússola

Paul Mathieu – Artista Pl...

Portugal, os Mestres e a ...

O Colonialismo de Salazar

Cheek to Cheek

Morte na Picada

Campanhas em Espanha e Po...

Manjares do Arcebispo de ...

A Concordata e o Acordo M...

A Formação de Salazar e o...

Vida e Obra de Dom Nuno Á...

As Origens Nazis do Nacio...

Batalha da Paixão

O Drama de um Rei

Dos Templários à Ordem de...

Vitor M. Adrião na Fnac C...

Paixão na rua

O Livro dos Santos & Heró...

Ensinar o Holocausto no S...

Fisiologia do Gosto

Paixão ou A Batalha Contr...

Bem-Vindo ao Condomínio

Ensinar o Holocausto no s...

3 Estórias Móveis

Fisiologia do Gosto

Ensinar o Holocausto no S...

Portugal Templário - Vida...

Cátaros - história de uma...

Do Olimpo à Internet – Pe...

Porquê – Confidências de ...

A Conspiração Judaico-Maç...

Cruzada contra o Graal - ...

Lisboa Secreta - Capital ...

Quinta da Regaleira – A M...

Sexo, Padres e Códigos Se...

Bocage Maçon

A Arte do Sexo Oral

O Irão na 3ª Guerra Mundi...

Assassini – uma seita eso...

Descobre-me

Lendas de Cristo

Mistérios da Humanidade

Libertar Amarras, soltar ...

Enquanto as folhas se dei...

A Política sem Dogma - En...

arquivos

Julho 2009

Junho 2009

Março 2009

Dezembro 2008

Setembro 2008

Junho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Novembro 2006

Junho 2006

Maio 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Dezembro 2005

Agosto 2005

blogs SAPO

subscrever feeds