Quinta-feira, 22 de Março de 2007

Cruzada contra o Graal - A luta entre os Cátaros, os Templários e a Igreja de Roma



Autor: Otto Rahn
Nº págs: 344

Formato: 150x 230 mm /// Género: Ensaio
PVP: 25,20 € (24 € + iva)


«Cruzada contra o Graal» foi o livro que popularizou a lenda dos Cátaros e do Santo Graal. A primeira edição apareceu na Alemanha em 1933, na qual Otto Rahn relata as expedições que realizou nas grutas dos Pirinéus onde os heréticos cátaros se refugiaram no século XIII. Durante décadas o livro foi traduzido em várias línguas e inspirou autores como Trevor Ravenscroft e Jean-Michel Angebert.
Otto Rahn acreditava que o épico «Parzival» de Wolfram von Eschenbach era a chave para os mistérios cátaros e para a localização do Santo Graal. Rahn via no «Parzival» não uma obra de ficção mas um relato histórico dos Cátaros e dos Cavaleiros Templários, guardiães do Graal. A cruzada do Vaticano contra os Cátaros tornou-se numa guerra que colocou Roma contra o Amor, na qual a igreja triunfou, pela espada e pela fogueira, sobre a pura fé dos Cátaros.
publicado por jps às 12:26
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quarta-feira, 7 de Março de 2007

Lisboa Secreta - Capital do Quinto Império



Autor: Vitor Manuel Adrião
Nº págs: 192
Formato: 150x 230 mm /// Género: Ensaio
PVP: 19,95 € (19 € + iva)
A obra:
O mesmo autor de «Quinta da Regaleira – A Mansão Filosofal de Sintra», debruça-se sobre a História não-contada da Capital de Portugal - a Lisboa Secreta. A origem histórica e mítica, as gentes e os monumentos, as crenças e os mistérios, a evolução da cidade rumo ao cumprimento da Utopia feita V Império, promessa de Advento repetida de Bandarra a Fernando Pessoa.

Índice: Povoadores primitivos; Evolução toponímica; O Tejo sagrado; As sete colinas; O brasão olisiponense; Lisboa andrógina; 1755: a ira divina; Lisboa restaurada; Lisboa desvelada; Desvendando a simbologia oculta de Lisboa; Jardim Zoológico de Lisboa – a imitação do paraíso bíblico; Lisboa do Quinto Império.

O Autor:
Vitor Manuel Adrião nasceu em Lisboa em 26 de Novembro de 1959. Formado em História e Filosofia, antiga cadeira de Histórico-Filosóficas da F.L.L., dedica-se há mais de 25 anos à investigação histórica nas áreas da simbologia e da tradição portuguesa no período medieval, tendo coordenado vários cursos sobre a História Sagrada de Portugal, de que se destacam: curso de “História Mítica Portuguesa” em Paço de Arcos, 1986; curso de “Introdução à Portugalidade” na Academia de Letras e Artes em Cascais, 2001. Estudioso da cultura do Termo ou dos Saloios, dedicou dezenas de artigos e quatro livros ao tema, valendo-lhe louvores públicos de várias edilidades municipais, diplomas e a medalha de honra de Santo António dos Cavaleiros, por ter contribuído na aprovação do seu brasão e bandeira, o que igualmente aconteceu em Loures e em Frielas, aqui como interventor e propagador da cultura folclórica e etnográfica local, tendo recebido vários prémios e menções honrosas. Conferencista e escritor, com mais de 2000 palestras feitas, escritos centenas de artigos e cerca de 40 livros, periodicamente colabora em emissoras de rádio e de televisão, jornais e revistas nacionais e estrangeiras. Autor da “História Oculta de Portugal”, editada em S. Paulo, tem uma vasta obra dedicada à Brasilidade de que se destaca a “História Secreta do Brasil, igualmente editada em S. Paulo. Como reconhecimento oficial da sua prestação cultural ao Brasil, em 2002 a Sociedade de Estudos de Problemas Brasileiros conferiu-lhe o título perpétuo da cadeira Histórica e Cultural certificando-o Comendador. Fundou em 1978, em Sagres, a Comunidade Teúrgica Portuguesa, instituição cultural-espiritualista que vem dirigindo desde então na linha de pensamento da antiga Sociedade Teosófica Brasileira, mas adaptada à vocação lusíada com pólo fixo em Sintra, Serra de cuja História Sagrada também é o primeiro autor português, tendo escrito “Sintra, Serra Sagrada”.
publicado por jps às 18:09
link do post | comentar | favorito
|

pesquisar

 
Contacto

Links

tags

todas as tags

posts recentes

diciOrdinário ilusTarado

O Santo Condestável D. Nu...

As mortes que mataram a m...

convite, 13 de Abril

Aqui D’El-Rei

A Bússola

Paul Mathieu – Artista Pl...

Portugal, os Mestres e a ...

O Colonialismo de Salazar

Cheek to Cheek

Morte na Picada

Campanhas em Espanha e Po...

Manjares do Arcebispo de ...

A Concordata e o Acordo M...

A Formação de Salazar e o...

Vida e Obra de Dom Nuno Á...

As Origens Nazis do Nacio...

Batalha da Paixão

O Drama de um Rei

Dos Templários à Ordem de...

Vitor M. Adrião na Fnac C...

Paixão na rua

O Livro dos Santos & Heró...

Ensinar o Holocausto no S...

Fisiologia do Gosto

Paixão ou A Batalha Contr...

Bem-Vindo ao Condomínio

Ensinar o Holocausto no s...

3 Estórias Móveis

Fisiologia do Gosto

Ensinar o Holocausto no S...

Portugal Templário - Vida...

Cátaros - história de uma...

Do Olimpo à Internet – Pe...

Porquê – Confidências de ...

A Conspiração Judaico-Maç...

Cruzada contra o Graal - ...

Lisboa Secreta - Capital ...

Quinta da Regaleira – A M...

Sexo, Padres e Códigos Se...

Bocage Maçon

A Arte do Sexo Oral

O Irão na 3ª Guerra Mundi...

Assassini – uma seita eso...

Descobre-me

Lendas de Cristo

Mistérios da Humanidade

Libertar Amarras, soltar ...

Enquanto as folhas se dei...

A Política sem Dogma - En...

arquivos

Julho 2009

Junho 2009

Março 2009

Dezembro 2008

Setembro 2008

Junho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Novembro 2006

Junho 2006

Maio 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Dezembro 2005

Agosto 2005

blogs SAPO

subscrever feeds