Quinta-feira, 10 de Abril de 2008

Morte na Picada

Autor: Antunes Ferreira

 

Prefácio: Joaquim Vieira

 

Fotografias: Fernando Farinha

 

Nº págs: 238

Formato: 140 x 230 mm

Género: Ficção


PVP: 14,70 € (14€ + IVA)

Clique aqui para comprar online

As experiências da guerra colonial servem de tema para “Morte na Picada”, o livro de estreia do conhecido jornalista Henrique Antunes Ferreira, chefe de redacção do Diário de Notícias e um dos fundadores da TSF. Partindo dos seus cinco anos de serviço militar obrigatório, dois dos quais em Angola, Antunes Ferreira deambula entre a descrição crua e a escrita ficcional, procurando captar a essência do quotidiano dos combatentes de guerra que ninguém parece compreender, e que o autor classifica simplesmente como uma “guerra civil”.

 

“Estas short stories são o embrião de um sonho: reuni-las em livro – e publicá-lo. Quase todas são ficção pura; duas ou três são vividas por mim, na condição do oficial miliciano que participou numa guerra que não comprou e, por isso, nunca foi a minha”.

 

Ficcionais ou não, os enredos de Antunes Ferreira, em “Morte na Picada”, parecem servir de espelho para a mente dos jovens soldados no Ultramar, evocando toda uma série de experiências díspares, que vai desde o sofrimento próprio da guerra às idiossincrasias da hierarquia militar, passando ainda pela camaradagem forçada gerada entre homens, pretos e brancos, colocados numa mesma situação, ou ainda a comovente história de dois inimigos que, no meio do mato, se descobrem cúmplices em torno de uma boa refeição, antes de serem abatidos pelos tiros de quem rejeitava qualquer hipótese de reconciliação.

 

O sexo surge, a par da violência física e verbal, como um elemento-batuta de uma guerra que Joaquim Vieira, jornalista e ex-director de programas da RTP, classificou em prefácio como “uma Guerra Civil, pesem embora as diferentes tonalidades de pele”. Pensar a história recente de uma forma imensamente humana, evidenciando a falta de significado latente de uma guerra que as próprias circunstâncias da História haveriam de fazer irromper, é em suma o propósito final deste “Morte na Picada”, o livro de estreia de Henrique Antunes Ferreira.
publicado por jps às 16:04
link do post | comentar | favorito
|

pesquisar

 
Contacto

Links

tags

todas as tags

posts recentes

diciOrdinário ilusTarado

O Santo Condestável D. Nu...

As mortes que mataram a m...

convite, 13 de Abril

Aqui D’El-Rei

A Bússola

Paul Mathieu – Artista Pl...

Portugal, os Mestres e a ...

O Colonialismo de Salazar

Cheek to Cheek

Morte na Picada

Campanhas em Espanha e Po...

Manjares do Arcebispo de ...

A Concordata e o Acordo M...

A Formação de Salazar e o...

Vida e Obra de Dom Nuno Á...

As Origens Nazis do Nacio...

Batalha da Paixão

O Drama de um Rei

Dos Templários à Ordem de...

Vitor M. Adrião na Fnac C...

Paixão na rua

O Livro dos Santos & Heró...

Ensinar o Holocausto no S...

Fisiologia do Gosto

Paixão ou A Batalha Contr...

Bem-Vindo ao Condomínio

Ensinar o Holocausto no s...

3 Estórias Móveis

Fisiologia do Gosto

Ensinar o Holocausto no S...

Portugal Templário - Vida...

Cátaros - história de uma...

Do Olimpo à Internet – Pe...

Porquê – Confidências de ...

A Conspiração Judaico-Maç...

Cruzada contra o Graal - ...

Lisboa Secreta - Capital ...

Quinta da Regaleira – A M...

Sexo, Padres e Códigos Se...

Bocage Maçon

A Arte do Sexo Oral

O Irão na 3ª Guerra Mundi...

Assassini – uma seita eso...

Descobre-me

Lendas de Cristo

Mistérios da Humanidade

Libertar Amarras, soltar ...

Enquanto as folhas se dei...

A Política sem Dogma - En...

arquivos

Julho 2009

Junho 2009

Março 2009

Dezembro 2008

Setembro 2008

Junho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Novembro 2006

Junho 2006

Maio 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Dezembro 2005

Agosto 2005

blogs SAPO

subscrever feeds